ⓘ Jogo da laranjinha. O jogo da laranjinha é um desporto tradicional de origem portuguesa onde se lançam bolas maiores de madeira em direcção a uma mais pequena q ..

                                     

ⓘ Jogo da laranjinha

O jogo da laranjinha é um desporto tradicional de origem portuguesa onde se lançam bolas maiores de madeira em direcção a uma mais pequena que tem o nome de "laranjinha".

                                     

1. História

A sua origem perde-se no tempo, existindo no entanto registos que apontam para o facto de já ser conhecido nos séculos XV e XVI, em que era jogado apenas entre-muros palacianos. Nos séculos posteriores tornou-se um jogo popular, especialmente na primeira metade do século XX, onde teve grande implementação em Lisboa e arredores, sendo muitas vezes associado às tabernas e carvoarias, onde era massivamente jogado.

                                     

2. O Jogo

A laranjinha é jogada num recinto rectangular aberto no chão, ladeado por tabelas de madeira, com topos cabeceiras de cortiça, e pavimento feito com uma mistura de areia e caliça. A meio das tabelas laterais são fixadas duas peças metálicas que dão pelo nome de "policia" ou "garrafinha". Para se jogar utiliza-se uma bola pequena, a "laranjinha", e seis bolas grandes de madeira maciça, sendo o objectivo acertar a "laranjinha" com as bolas grandes, acumulando um total de 31 pontos.

É um jogo de destreza e pontaria, exclusivamente masculino, sendo cada equipa, as "caixas", constituída geralmente por três jogadores, possuindo cada uma posições relativas no lançamento e uma bola de madeira.

                                     

Referências

Bibliografia
  • Gameiro, José 2010. Subsídios para a História de Salvaterra de Magos, Séc.XII – Séc. XVIII, I Parte. Salvaterra de Magos: EDA. 133 páginas
  • Joaquim, Garcia 1997. Jogos tradicionais. de geração em geração. 2. IN: ELO associativo. Lisboa: Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio. p. 9-10
  • Vários 2006. Clube Recreativo e Musical 6 de Setembro. IN: Colectividades de Lisboa - Freguesia dos Prazeres. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa. Gabinete de Apoio às Colectividades e Casas Regionais. p. 53-59
  • Indias, Graça 1989, "Jogo, sociabilidade, cultura: o ritual da laranjinha em Lisboa", IN: Estudos em homenagem a Ernesto Veiga de Oliveira, p. 281-303.
  • Florbela, Gomes 1998. Os 31 de Santo Amaro. o associativismo e o jogo da laranjinha. 4. IN: ELO associativo.: Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio. p. 25
  • Cordeiro, Graça Índias 1990. Sociabilidade e associativismo popular em Lisboa. alguns elementos para a identificação de um terreno urbano. IN: Colóquio viver na cidade. Lisboa: LNEC/ISCTE. p. 133-137
  • Vários 2006. Sporting União Fonte Santense. IN: Colectividades de Lisboa - Freguesia dos Prazeres. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa. Gabinete de Apoio às Colectividades e Casas Regionais. p. 91-97